verão londrino / novos caminhos

verão londrino. último dia da creche da Hannah depois de quase três anos. olhos molhados, e em pouco novos caminhos: barcelona. numa sexta feira de quase agosto é uma sensação estranha de final de ano, ao mesmo tempo que são pequenas as despedidas, de crianças tão pequenas, ainda sem muita noção do tempo, e com tanto pela frente, com tantos futuros encontros e futuras despedidas. será que dói na perspectiva dos pais porque nós temos uma espécie de bússola do já vivido (da nossa própria perspectiva do tempo) e agarramos o futuro dos nossos filhos com amor e um desejo incomensurável? acho que uma das diferenças da nossa geração de pais para as anteriores é que politizamos a existência dos nossos pequenos como parte absolutamente inseparável da nossa própria, engordando nossos discursos e nossas intensidades! (digo isso rindo, rindo como crianças fazem rir) e que venham mais e mais crianças para mudar nossas perspectivas, nossos caminhos, nossos choros tão grandes e tão pequenos. para se rebelarem contra essa apropriação de suas vidas, porque elas querem é brincar, e dançar, e gritar olé, como grita a Hannah dançando sobre a rosa dos ventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *